Novembro Azul: hora de prevenir o câncer de próstata

Novembro é o mês de cuidar da saúde do homem. É a época do ano escolhida para se lembrar da importância da prevenção ao câncer de próstata. A Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp) e as concessionárias do transporte público estão engajados nessa causa.

Desde o mês de outubro, eleito o mês de prevenção contra o câncer de mama, todos os funcionários da Transurc foram convidados a portar um bottom nas cores azul e rosa com as palavras “Outubro Rosa, Novembro Azul”. As ações incluíram também veiculação de mensagens de conscientização em painéis traseiros dos ônibus e divulgação em todos os canais de comunicação da associação, como redes sociais, site e jornais.

“Os ônibus e nossos canais de comunicação têm grande visibilidade entre a população. Ao apoiar a causa, esperamos contribuir para que cada vez mais mulheres e homens realizem os exames de prevenção contra o câncer de mama e o câncer de próstata e passem regulamente pelo ginecologista e pelo urologista”, afirma Paulo Barddal, diretor de Comunicação e Marketing da Transurc.

Na dia 1º de novembro, os motoristas da concessionária de transporte coletivo VB3 iniciaram o dia de trabalho com a campanha do Novembro Azul. A entrada de funcionários foi decorada com bexigas, balas e laços azuis, além de informações importantes sobre a saúde do homem e ressaltando a importância da realização dos exames preventivos. Os motoristas também puderam assistir a um vídeo sobre prevenção ao câncer de próstata durante o café da manhã. Todos receberam laços azuis com a orientação de usá-los durante todo o mês, como forma de lembrá-los dos exames preventivos.

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Estima-se que sejam diagnosticados anualmente 60 mil casos.

A doença ocorre quando as células da próstata, glândula localizada próxima da bexiga, começam a se multiplicar de forma desordenada. Na fase inicial, o paciente não apresenta sintomas, o que reforça a importância para os homens de realizar os exames específicos indicados pelo médico, a partir dos 45 anos. Homens que possuem histórico familiar da doença devem iniciar acompanhamento antes e avisar seu médico.

O exame de PSA (antígeno prostático específico) é a melhor forma para o diagnóstico do câncer de próstata, mas o exame de toque não o substitui. Outra forma de combater a doença é dizer não ao preconceito. Homens acima de 45 anos devem fazer regularmente o exame de toque retal e dosagem de PSA. Procure seu urologista.