Mais de 25 mil estudantes de Campinas já desfrutam do benefício de desconto nas tarifas de ônibus este ano, com a utilização do Bilhete Único Escolar e do Bilhete Único Universitário. Do total de cartões aprovados, 8,5 mil são destinados a estudantes universitários e os 16,8 mil restantes a alunos dos ensinos Fundamental, Médio e Cursos Técnicos.

Para orientar estudantes durante o processo de solicitação do passe, a Transurc disponibiliza um guia passo a passo no site www.transurc.com.br. O objetivo é antecipar eventuais dúvidas dos estudantes. Entre os itens que mais geram inconformidade no cadastramento estão comprovantes de endereço antigos (eles devem ter no máximo seis meses) e fotos fora da especificação (elas devem ser frontais, sem cabelo encobrindo o rosto e com a boca fechada).

O estudante que precisa atualizar seu cadastro ou fazê-lo pela primeira vez, deve acessar o guia e, caso ainda tenha dúvidas, ele deve entrar em contato com o Disque Transurc, pelo 0800-0140204, por meio de um telefone fixo ou telefone público. Além de preencher corretamente o cadastro, que será validado pela Transurc e pelas escolas ou universidades, é preciso pagar a taxa de serviço. Só depois disso o cartão será liberado para recarga.

 

Quem pode utilizar

O Bilhete Único Escolar pode ser usado pelos estudantes dos ensinos Fundamental, Médio e de cursos técnicos da rede oficial e particular, e propicia um desconto de 60% na tarifa de ônibus.  É oferecido para os alunos que residem a mais de 1.000 metros do estabelecimento de ensino.

Os estudantes universitários que frequentam aulas em regime presencial integral também precisam se cadastrar pelo site para ter direito ao Bilhete Único Universitário, que concede um desconto de 50% na tarifa. O interessado também deve morar em Campinas, estar regularmente matriculado em instituição de Ensino Superior do município e residir a mais de 1 km da universidade. Mesmo os estudantes que usufruíram o benefício em 2017 devem se recadastrar pelo site.

 

Principais motivos para o indeferimento de solicitações

1)      Documentação ilegível

2)      Cópias incompletas de documentos

3)      Cópias de comprovante de endereço inválidas (sem comprovação de parentesco, ilegíveis etc)

4)      Fotografias fora do padrão

5)      Estudante que mora há menos de mil metros da escola

6)      Falta de declaração de matrícula atual no caso dos cursos técnicos