As concessionárias do transporte coletivo urbano de Campinas investiram, entre os meses de janeiro e setembro de 2012, mais de R$ 35 milhões na compra de 115 ônibus para renovação da frota. “Este número representa a troca de 12% da frota total existente na cidade”, explica Paulo Barddal, diretor de Comunicação e Marketing da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc).
A aquisição mais recente foi feita no início de setembro pela VB Transportes e Turismo. A empresa investiu R$ 16,47 milhões em 61 novos ônibus zero-quilômetro, com chassi Mercedes-Benz OS 1722 e carroceria Comil Svelto. Os novos veículos são dotados de todos os elementos de acessibilidade e câmeras de monitoramento das portas e da catraca.
“Vale lembrar que, após a chegada desses 61 veículos, a cidade ultrapassou a marca de 50% de veículos totalmente acessíveis, ou seja, atualmente as concessionárias têm 476 ônibus com piso baixo ou elevadores que facilitam o embarque e desembarque de pessoas com dificuldades motoras”, ressalta o diretor.
No mês de agosto, a Itajaí Transportes Coletivos inovou trazendo 13 ônibus articulados modelo BRT, além de um articulado convencional, num investimento de R$ 9,3 milhões. Os ônibus BRT têm design arrojado, com ampla área frontal envidraçada, são completamente acessíveis, possuem câmeras nas portas e amplo salão para os usuários. Além de vários itens de segurança e conforto, contam também com televisores e sistema de internet Wi-Fi. Esses ônibus foram feitos para andar em corredores exclusivos (chamados de BRT, sigla em inglês para Bus Rapid Transit, ou Trânsito Rápido de Ônibus). Mas rodarão juntamente aos demais veículos até que os corredores sejam construídos.
Anteriormente a Expresso Campibus já havia investido R$ 10 milhões na aquisição de 40 ônibus adaptados que garantem mais conforto e segurança aos passageiros. Os veículos têm chassis Mercedes-Benz OF 1722 e carroceria Comil Svelto, dotada de elevador lateral, além de todos os elementos de acessibilidade requeridos pelo Inmetro, como piso antiderrapante e bancos com demarcação especial para idosos, gestantes, obesos e pessoas com deficiência.
Vale ressaltar que, além da frota de adaptados, as concessionárias disponibilizam para a cidade 25 vans e dois ônibus do Programa de Acessibilidade Inclusiva (PAI), que realizam o transporte gratuito de pessoas cadastradas no programa que têm dificuldades de locomoção temporária ou permanente.