Mais uma vez, por conta de uma disputa de caráter político/sindical, uma empresa de ônibus é paralisada em Campinas e, com isso, a população usuária fica com o seu direito de ir e vir prejudicado. Hoje foi a vez da VB Transportes e Turismo, que opera na Região do Ouro Verde, também conhecida como a área 1 ou área azul.

A disputa, que vem afetando o transporte coletivo em Campinas, se estende faz algum tempo, desde que a diretoria do Sindicato dos Rodoviários acabou presa após denúncia de extorsão contra um convênio médico. Uma nova diretoria assumiu o poder na época e, depois de algum tempo, as pessoas que haviam sido presas retornaram ao poder.

Nos últimos tempos, desde o dia 7 de novembro, iniciou-se uma nova disputa entre a situação e oposição. No início do mês passado, funcionários da VB que opera as linhas verdes, também conhecida por VB3, ligados à oposição paralisaram a empresa. Em seguida, no dia 16 de novembro, a atual diretoria do Sindicato dos Rodoviários, resolveu dar o troco e, para mostrar força, fez greve na VB1, a mesma que foi afetada hoje por uma nova paralisação, desta vez insuflada pela oposição.

Na semana passada, por exemplo, um membro da atual diretoria ameaçou paralisar a VB1 amanhã (13 de dezembro), mas a oposição conseguiu ser mais rápida e paralisou a empresa hoje. Com isso, cerca de 170 mil passageiros ficaram sem transporte e tiveram os seus compromissos prejudicados.