As concessionárias VB Transportes e Turismo, Itajaí Transportes Coletivos, Coletivos Pádova, Expresso Campibus e Onicamp Transporte Coletivo vêm a público, por intermédio da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), para informar que foram surpreendidas com a publicação do Edital de Convocação/Notificação por parte do Sindicato dos Rodoviários de Campinas e Região, no qual foi convocada uma greve para a quarta-feira.

As empresas esclarecerem que estavam em processo de negociação com o referido sindicato da categoria e lembram que a data-base é 1º de maio. Portanto, o processo ainda não havia sido concluído. Nos anos anteriores, a negociação ocorreu durante todo o mês de maio.

A convocação de uma greve, sem esgotar todo o processo de negociação, é uma demonstração clara de que os usuários do transporte, os funcionários das operadoras e as empresas estão sendo prejudicados, mais uma vez, por uma disputa político-sindical. Disputa que envolve a atual diretoria do Sindicato dos Rodoviários e dissidentes descontentes.
Durante os últimos meses, Campinas tem tido a sua rotina prejudicada pela disputa. O embate entre os rivais se acentuou a partir do segundo semestre do ano passado e, desde então, a população e as empresas operadoras têm sido constantemente atingidas.

Em diversos momentos, os sindicalistas manipularam informações para usar a categoria de motoristas e cobradores como massa de manobra. As concessionárias e a Transurc repudiam veementemente o expediente que está sendo usado com constância em Campinas e tomarão todas as medidas cabíveis para que as pessoas que dependem do transporte público não sejam novamente vítimas nesse processo de embate envolvendo sindicalistas.