Um grupo de funcionários da Transurc iniciou no mês de setembro o Curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) para poder atender melhor aos usuários com deficiência auditiva que procuram a associação. As aulas são ministradas pela professora Gilcinéia Romão Candido.

Os colaboradores que participam do curso têm demonstrado muita animação para aprender a língua de sinais, que, embora pareça simples, é bastante complexa e exige muito treino para ser utilizada no dia a dia. “Um curso básico de Libras tem cerca de 800 sinais e neste ainda vamos utilizar outros mais frequentes no atendimento específico da Transurc, conforme eles me solicitaram”, explica a professora Gilcinéia.

Serão 12 aulas para a equipe, que terá mais facilidade na comunicação com os surdos. Segundo o Panorama da Pessoa com Deficiência do Município de Campinas, feito em 2016 pela Fundação Feac, Campinas tem 48.356 pessoas com deficiência auditiva, o que corresponde a 4,5% da população.