Em mais uma ação contra a Covid-19, as concessionárias do transporte coletivo em Campinas – VB Transportes e Turismo, Itajaí Transportes Coletivos, Onicamp Transporte Coletivo, Coletivos Pádova e Expresso Campibus – distribuíram álcool gel para os passageiros. Os frascos foram fornecidos pela Prefeitura de Campinas.

Os passageiros aprovaram a medida, que é mais uma forma de proteção contra a disseminação da doença. A distribuição foi feita dentro dos ônibus e nos terminais da cidade.

Desde o início da crise do novo coronavírus, as concessionárias da cidade adotaram diversas ações para proteger os seus colaboradores e Clientes, como a intensificação da higienização dos veículos, a medição da temperatura dos colaboradores, a distribuição de máscaras de proteção facial e de álcool gel 70% aos funcionários e ampla divulgação das medidas de prevenção a Covid-19.

O Lar Alice e o Lar dos Velhinhos, duas entidades tradicionais de Campinas que acolhem idosos, receberam na manhã de hoje as doações de Agasalhos da Campanha do Agasalho promovida pela Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc) e pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp). Foram entregues 515 peças para o Lar Alice, que atende apenas mulheres, e 527 para o Lar dos Velhinhos, que atende idosos de ambos os sexos.

A campanha conta com o apoio da Associação Beneficente Acácia de Sousas (ABAS) e do Espaço Infantil Corrente do Bem. Este ano, o slogan remete a pandemia do novo coronavírus: “O frio não fica em quarentena!”.

Os donativos podem ser entregues no ônibus da campanha, posicionado no Largo do Rosário, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h. Outros pontos de entrega das doações são os terminais de ônibus Central, Ouro Verde, Campo Grande, Mercado, Barão Geraldo e Metropolitano e na sede da Transurc, onde serão instaladas as caixas de arrecadação.

Também foram instaladas caixas para arrecadação em todas as garagens de ônibus de Campinas e da Região Metropolitana, para que os funcionários do transporte também participem com suas doações. Os agasalhos precisam estar em bom estado de conservação.

A campanha, tradicional na cidade de Campinas, tem a participação das concessionárias do transporte urbano de Campinas – VB Transportes e Turismo (VB1 e VB3), Itajaí Transportes Coletivos, Onicamp Transporte Coletivo, Expresso Campibus e Coletivos Pádova, e da Região Metropolitana de Campinas (RMC) – VB Transportes e Turismo, Rápido Sumaré, West Side, Transportes Capellini, Lirabus e Viação Ouro Verde.

A novidade desta edição é que a campanha também recolhe alimentos não perecíveis, voltados para as famílias que passam ainda mais dificuldades com a Covid-19.

Desde o início da campanha, no dia 14 de maio, os voluntários já fizeram a triagem de 4.005 peças. A arrecadação segue até o dia 26 de junho.

 

Entregas da campanha:

Espaço Infantil Corrente do Bem – 305 peças

Centro Social Romília Maria – 598 peças

Lar Alice – 515 peças

Lar dos Velhinhos de Campinas – 527 peças

Total entregue – 1.945 peças

O Centro Social Romília Maria, entidade localizada no Jardim das Oliveiras, recebeu hoje (dia 28/05), 598 peças de roupas doadas pela Campanha do Agasalho promovida pela Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc) e pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp). É a segunda entidade que recebe os donativos da campanha. A primeira foi o Espaço Infantil Corrente do Bem, que atende 60 crianças carentes e recebeu 305 peças.
A campanha conta com o apoio da Associação Beneficente Acácia de Sousas (ABAS) e do Espaço Infantil Corrente do Bem. Este ano, o slogan remete a pandemia do novo coronavírus: “O frio não fica em quarentena!”.
Os donativos podem ser entregues no ônibus da campanha, posicionado no Largo do Rosário, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h. Outros pontos de entrega das doações são os terminais de ônibus Central, Ouro Verde, Campo Grande, Mercado, Barão Geraldo e Metropolitano e na sede da Transurc, onde serão instaladas as caixas de arrecadação.
Também foram instaladas caixas para arrecadação em todas as garagens de ônibus de Campinas e da Região Metropolitana, para que os funcionários do transporte também participem com suas doações. Os agasalhos precisam estar em bom estado de conservação.
A campanha, tradicional na cidade de Campinas, tem a participação das concessionárias do transporte urbano de Campinas – VB Transportes e Turismo (VB1 e VB3), Itajaí Transportes Coletivos, Onicamp Transporte Coletivo, Expresso Campibus e Coletivos Pádova, e da Região Metropolitana de Campinas (RMC) – VB Transportes e Turismo, Rápido Sumaré, West Side, Transportes Capellini, Lirabus e Viação Ouro Verde.
A novidade desta edição é que a campanha também recolhe alimentos não perecíveis, voltados para as famílias que passam ainda mais dificuldades com a Covid-19.
Desde o início da campanha, no dia 14 de maio, os voluntários já fizeram a triagem de 4.005 peças. A arrecadação segue até o dia 26 de junho.

Sobre o Centro Social Romília Maria – O Centro Social Romília Maria foi fundado em 1973 e desde então trabalha em prol do desenvolvimento de ações socioeducativas, culturais, de lazer e promoção social, em meio aberto, junto à crianças, adolescentes, adultos, famílias e idosos, contribuindo para o exercício da cidadania ativa. A instituição atua nas imediações da Vila Ipê, em Campinas (SP). Os programas da entidade tem como objetivo desenvolver ações que promovam o bem-estar, a prática da cidadania e a prevenção às situações de risco.

Veículos vão circular durante o mês de maio

Para conscientizar ainda mais a população sobre a necessidade do uso da máscaras de proteção facial para evitar a disseminação do novo coronavírus, as concessionárias do transporte urbano de Campinas – VB Transportes e Turismo, VB1 e VB3, resolveram adesivar um ônibus de cada uma, com uma máscara amarela. Os veículos ganharam ainda as hashtags #usemascara e #maioamarelo.

A ação serve para lembrar da proteção contra a Covid-19 e também para marcar o Maio Amarelo, que é o mês de prevenção da violência no trânsito. “A maioria das pessoas está usando máscaras no dia a dia, mas, infelizmente, algumas ainda não. Por isso, colocamos as máscaras nos nossos ônibus, pois acreditamos que, dessa forma, conseguiremos ajudar no convencimento”, diz Paulo Barddal, diretor de Comunicação do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp).

As linhas do urbano que vão rodar com o ônibus de máscara são a 1.31 – Terminal Vida Nova/Rótula e 3.16 –Parque Cidade.

Ao longo da crise do novo coronavírus, as concessionárias adotaram diversas ações para proteger os seus colaboradores e Clientes, como a intensificação da higienização dos veículos, a realização de palestras sobre a Covid-19 para os funcionários, a colocação de informativos internos e dentro dos veículos da frota, a distribuição de álcool gel 70% aos colaboradores e a aferição da temperatura corporal dos funcionários.

No mês de abril também foram organizadas equipes nas garagens das duas empresas, no setor de tapeçaria, para a confecção de máscaras de tecido, laváveis, para uso dos colaboradores.

As máscaras foram distribuídas para os motoristas (3 unidades) e os demais funcionários das empresas (2 unidades). E neste mês foram distribuídas mais uma máscara para cada funcionário, desta vez na cor amarela, para marcar a campanha Maio Amarelo.

Coleta de roupas e alimentos para famílias necessitadas será realizada de hoje até o dia 26 de junho

A Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp), com o apoio da Associação Beneficente Acácia de Sousas (ABAS) e do Espaço Infantil Corrente do Bem, iniciaram hoje a Campanha do Agasalho 2020. Este ano, o slogan da campanha remete a pandemia do novo coronavírus: “O frio não fica em quarentena!”.

Os donativos podem ser entregues no ônibus da campanha, que já está posicionado no Largo do Rosário e onde ficará estacionado diariamente, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h. Outros pontos de entrega das doações são os terminais de ônibus Central, Ouro Verde, Campo Grande, Mercado, Barão Geraldo e Metropolitano e na sede da Transurc, onde serão instaladas as caixas de arrecadação.

Também foram instaladas caixas para arrecadação em todas as garagens de ônibus de Campinas e da Região Metropolitana, para que os funcionários do transporte também participem com suas doações.

A campanha, tradicional na cidade de Campinas, tem a participação das concessionárias do transporte urbano de Campinas – VB Transportes e Turismo (VB1 e VB3), Itajaí Transportes Coletivos, Onicamp Transporte Coletivo, Expresso Campibus e Coletivos Pádova, e da Região Metropolitana de Campinas (RMC) – VB Transportes e Turismo, Rápido Sumaré, West Side, Transportes Capellini, Lirabus e Viação Ouro Verde.

A novidade desta edição é que a campanha também vai recolher alimentos não perecíveis, voltados para as famílias que passam ainda mais dificuldades com a Covid-19.

No ano passado, a Campanha do Agasalho beneficiou 38 instituições assistenciais de Campinas com mais de 32 mil peças doadas.

É importante lembrar que os agasalhos precisam estar em bom estado de conservação, para que possam aquecer quem realmente precisa.

 

Coleta de roupas e alimentos para famílias necessitadas será realizada de 14 de maio a 26 de junho

A Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp), com o apoio da Associação Beneficente Acácias de Sousas (ABAS) e do Espaço Infantil Corrente do Bem, lançam no dia 14 de maio a Campanha do Agasalho 2020. Este ano, o slogan da campanha remete a pandemia do novo coronavírus: “O frio não fica em quarentena!”.

A campanha, tradicional na cidade de Campinas, tem a participação das concessionárias do transporte urbano de Campinas – VB Transportes e Turismo (VB1 e VB3), Itajaí Transportes Coletivos, Onicamp Transporte Coletivo, Expresso Campibus e Coletivos Pádova, e da Região Metropolitana de Campinas (RMC) – VB Transportes e Turismo, Rápido Sumaré, West Side, Transportes Capellini, Lirabus e Viação Ouro Verde.

A novidade desta edição é que a campanha também vai recolher alimentos não perecíveis, voltados para as famílias que passam ainda mais dificuldades com a Covid-19.

No ano passado, a Campanha do Agasalho beneficiou 38 instituições assistenciais de Campinas com mais de 32 mil peças doadas.

Os donativos podem ser entregues no ônibus da campanha, que ficará estacionado diariamente no Largo do Rosário, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h. Outros pontos de entrega das doações são os terminais de ônibus Central, Ouro Verde, Campo Grande, Mercado, Barão Geraldo e Metropolitano e na sede da Transurc, onde serão instaladas as caixas de arrecadação. As garagens das concessionárias participantes também irão recolher donativos de seus colaboradores.

É importante lembrar que os agasalhos precisam estar em bom estado de conservação, para que possam aquecer quem realmente precisa.

 

As empresas do transporte urbano de Campinas e as que atendem a Região Metropolitana de Campinas estão colocando cartazes dentro e no pára-brisa dos ônibus, para conscientizar os usuários sobre o uso das máscaras. Os motoristas já começaram a utilizar a proteção há vários dias. Juntos, vamos vencer esta crise!

A partir de 04 de maio, passageiros sem o item de proteção não poderão embarcar

ADAMO BAZANI via Diário do Transporte

Os ônibus municipais de Campinas, no interior paulista, começaram a receber neste fim de semana, adesivos com o aviso sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras para o embarque e permanência nos veículos.

A partir de segunda-feira, 04 de maio de 2020, somente quem estiver com o item de proteção vai poder embarcar conforme decreto assinado pelo prefeito Jonas Donizette em 30 de abril.

A determinação do uso de máscara também vale para motoristas e passageiros de táxis e carros de aplicativo.

A medida é uma recomendação das autoridades de Saúde para tentar controlar o avanço do novo coronavírus.

As empresas VB Transportes, Itajaí, Onicamp, Expresso Campibus e Coletivos Pádova colocaram os avisos em locais como no para-brisa.

As companhias de ônibus informaram, por meio de nota, que os motoristas já usam máscaras de proteção facial durante o expediente há duas semanas.

 

Os ônibus metropolitanos da região também receberam os adesivos.

Como mostrou o Diário do Transporte, também a partir desta segunda-feira, 04 de maio de 2020, os transportes metropolitanos em todo o Estado de São Paulo, o que inclui a região de Campinas, e os ônibus municipais, táxis e aplicativos da capital paulista, também só poderão permitir o acesso de pessoas usando máscara.

Assim, a obrigatoriedade será para:

– Ônibus municipais da capital paulista gerenciados pela SPTrans – São Paulo Transporte

– Ônibus comuns gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos em todas as regiões metropolitanas do Estado: São Paulo; Campinas, Sorocaba, Vale do Paraíba e Litoral Norte; Baixada Santista.

– Ônibus seletivos gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos

– Trólebus e ônibus da Metra no Corredor ABD gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos

– Trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

– Metrô

– Terminais e Estações de sistemas de trilhos e de ônibus

– Ônibus rodoviários gerenciados pela Artesp – Agência Reguladora dos Serviços de Transportes Públicos Delegados do Estado de São Paulo

– Ônibus suburbanos gerenciados pela Artesp – Agência Reguladora dos Serviços de Transportes Públicos Delegados do Estado de São Paulo

FUNCIONÁRIOS DE EMPRESAS FIZERAM MÁSCARAS:

Em torno de 50 funcionários das empresas do Grupo Belarmino, da qual faz parte a VB Transportes e Turismo (VB1 e VB3), das diversas garagens e dentro dos setores de tapeçaria, ajudaram na confecção de 17 mil máscaras de tecido, laváveis, as quais foram distribuídas para os motoristas (3 unidades) e os demais funcionários (2 unidades).

A Itajaí e Onicamp, segundo nota das concessionárias, também organizaram uma equipe para a confecção das máscaras de proteção dentro das garagens que depois foram distribuídas entre os funcionários.

“Desde o início da crise do novo coronavírus, as concessionárias da cidade adotaram diversas ações para proteger os seus colaboradores e Clientes, como a intensificação da higienização dos veículos, distribuição de álcool gel 70% aos funcionários e ampla divulgação das medidas de prevenção a Covid-19.” – diz a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes