O Restaurante Rei do Cupim Grill é cliente do Bilhete Único Vale-Transporte da Transurc. A unidade, existente há três anos, oferece o benefício para seus funcionários, que podem utilizar o cartão nos ônibus para se locomover ao trabalho.

A churrascaria atende no sistema self-service, com carne assada e sobremesa inclusa. Inclui ainda buffet de saladas, pratos quentes, cinco tipos de sobremesa (com pudim) e mais oito tipos de carnes assadas.

O Rei do Cupim Grill também serve marmitex diariamente, das 10h às 15h. A casa funciona na Avenida Ruy Rodrigues, 746, no Jardim Novo Campos Elíseos, todos os dias, das 11h às 15h. Telefone para contato: 3397-1888. Estacionamento gratuito para os clientes.

Vale-Transporte é mais seguro

Comprar o Vale-Transporte é muito mais seguro para as empresas. Quando o VT é comprado diretamente com a Transurc, fica mais fácil planejar o fluxo de caixa e as despesas com o transporte dos funcionários. Também possibilita que a empresa lance esta despesa no imposto de renda e ainda serve como comprovante para a Justiça Trabalhista de que a empresa cumpriu com a obrigação de fornecer o transporte para seus colaboradores.

O VT está disponível para todas as empresas, independente do tamanho. Também pode ser adquirido por pessoas físicas. E a compra pode ser feita pela internet, através do VT.NET, um sistema desenvolvido pela Transurc para facilitar a aquisição de Vale-Transporte para as empresas cadastradas.

Pelo VT.NET, é possível fazer os pedidos de créditos via Internet; a geração de relatórios de sua base de dados; pagamento via boleto bancário; pedido de cartões novos e manutenção da base de dados, etc.

Para obter mais informações sobre o Bilhete Único Vale-Transporte basta ligar para os telefones 0800 014 02 04, 4003-6578 ou enviar um e-mail para comercial@transurc.com.br.

A VB3 está com vagas abertas para motoristas e para pessoas com deficiência (PcD).

Os interessados devem enviar seus currículos para análise, no e-mail: recrutamento@vbtransportes.com.br.

Mês da prevenção ao câncer de mama será divulgado nos ônibus, site e facebook da Transurc, e em laços rosa usados pela equipe

A Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp), a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), juntamente com as concessionárias do transporte urbano de Campinas apoiam o Outubro Rosa, mês escolhido mundialmente para marcar a luta contra o câncer de mama.

Para divulgar a campanha, as concessionárias Expresso Campibus, Itajaí, Onicamp, VB1 e VB3 adesivaram cinco ônibus do transporte urbano com a cor rosa, os quais irão operar durante todo o mês de outubro pelas ruas da cidade.

Além disso, a Transurc coloriu o site www.transurc.com.br com a cor rosa, está divulgando a campanha no facebook e distribuiu laços rosa para toda a equipe de funcionários, convidados a usar o adereço no uniforme durante o mês de outubro.

As ações reforçam a campanha mundial de conscientização das mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

“Os ônibus e nossos canais de comunicação têm visibilidade para uma grande parcela da população. Então, ao apoiar a causa, esperamos contribuir para que cada vez mais mulheres façam a prevenção ao câncer de mama”, afirma Paulo Barddal, diretor de Comunicação e Marketing da Transurc.

Sobre o câncer de mama

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres em todo o mundo, depois do de pele não melanoma. O câncer de mama responde, atualmente, por cerca de 28% dos casos novos de câncer em mulheres.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença é relativamente rara antes dos 35 anos, mas, acima dessa idade, sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), anualmente no Brasil surgem em média 57 mil novos casos de câncer de mama.

 

Não há uma causa única, mas diversos fatores estão relacionados à doença. Ser mulher e envelhecer são os principais fatores que aumentam o risco. Além desses, há fatores importantes, como obesidade, principalmente após a menopausa, sedentarismo, sobrepeso, consumo de bebida alcoólica e exposição frequente a radiações ionizantes (raios X).

Entre os fatores hormonais, são situações importantes a primeira menstruação antes de 12 anos, o fato de não ter tido filhos, primeira gravidez após os 30 anos, não ter amamentado, parar de menstruar após os 55 anos e ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos. Mulheres com histórico familiar da doença também devem ficar atentas.

Prevenção

Amamentação, prática de atividade física e alimentação saudável com a manutenção do peso corporal são fatores de proteção e estão associados a um menor risco de desenvolver o câncer de mama.

Quanto mais cedo a doença for diagnosticada, maiores são as chances de sucesso no tratamento. O autoexame das mamas pode ser feito mensalmente, preferencialmente no mesmo dia do mês. No entanto, ele não dispensa o acompanhamento médico, que poderá indicar a necessidade de exames como o ultrassom e a mamografia.

Principalmente após os 40 anos ou antes disso para quem tem histórico familiar da doença, a mamografia anual é o exame mais indicado para a detecção da doença. Em Campinas, o Hospital do Amor, na Avenida das Amoreiras, realiza o exame gratuitamente para mulheres entre 40 e 69 anos.

Sobre o Outubro Rosa

O movimento surgiu em 1990, na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, que desde então vem sendo promovida anualmente na cidade. O nome remete à cor rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, de empresas e entidades.

Equipe de funilaria da VB3 capricha nos cuidados com os ônibus

Os funcionários do setor de Funilaria, Tapeçaria e Pintura da VB3, concessionária que atua no transporte urbano da região 3 de Campinas (identificada pela cor verde) não brincam em serviço. Diariamente, a equipe se divide para não deixar escapar nenhum detalhe nos ônibus, como bancos rasgados, sujos, rabiscados, com a funilaria amassada ou riscada. A meta é que os veículos sempre estejam em ordem para atender a população.

Para isso, um grupo vistoria os ônibus que são recolhidos à noite, à procura de problemas que possam ter passado despercebidos pelos motoristas. “Tudo é verificado pela nossa equipe: acessibilidade, assentos, painel, portas, chapas laterais, assoalho, enfim, toda a carroceria”, explica Fernando Bispo das Neves Filho, líder do setor de Funilaria, Tapeçaria e Pintura da VB3, concessionária de ônibus urbano de Campinas.

De acordo com ele, os estragos causados por vandalismo dentro dos ônibus nem sempre são notados pelos motoristas e, portanto, são os mais detectados durante as vistorias noturnas.

Os próprios condutores também encaminham suas ordens de serviço com as solicitações para os consertos das falhas que registraram durante o dia de trabalho. Há ainda alguns serviços que são programados pelo setor, para serem feitos preventivamente.

Grande parte dos consertos é feita durante a noite, após os carros serem recolhidos, para que eles possam voltar a trafegar em perfeito estado no dia seguinte.

Quando a empresa investe em novos ônibus, como os 27 que a VB3 acabou de adquirir, os funcionários desse setor fazem todos os reparos necessários, como a pintura e a adesivação dos ônibus, no padrão da empresa.

Além dos cuidados com os veículos, eles estão sempre prontos para ajudar em outras tarefas, como nas decorações dos eventos organizados pelo setor de Recursos Humanos da VB3.

São eles que colocam em prática as ideias criativas do pessoal do RH, como a confecção de árvore de natal, boneco de neve, semáforos, boneco de ferro, além de estruturas para decoração da entrada dos eventos. Para as comemorações do Dia do Motorista, por exemplo, eles construíram o trono, o cetro e a capa do rei, que decoraram a festa dos condutores da empresa, em julho deste ano.

Ponto vai atender com mais segurança os usuários que moram na região

A Transurc inaugura no dia 28 de agosto (quarta-feira) o novo posto de atendimento para venda de QR Code e recarga de Bilhete Único no bairro Vida Nova.

As obras demoraram cerca de 45 dias e contaram com um investimento na faixa de R$ 40 mil. O atendimento aos usuários será feito por dois funcionários por turno, e, por medida de segurança, o local conta com cofre boca de lobo, o qual só pode ser aberto na presença do carro-forte.

O posto vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 5h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 5h às 18h.

Assaltos

No dia 21 de junho, a bilheteria da Transurc que funcionava no Terminal Vida Nova foi assaltada por dois homens armados, poucos dias depois de outro assalto bastante parecido, no mesmo local. A dupla de assaltantes rendeu os vigilantes do posto e fugiu com os malotes.

Por conta disso, a Transurc resolveu iniciar as obras para fazer um novo posto de atendimento, com mais segurança para a equipe de funcionários e para os usuários.

 

Posto da Transurc no Vida Nova:

Início do atendimento: 28/08 (4ª feira)

Endereço: Rua José Ferreira de Brito, número 1721

Horário: 2ª a 6ª feira, das 5h às 21h

Sábados, domingos e feriados, das 5h às 18h.

O site da Transurc mudou. A página passou por uma atualização e ficou com um visual mais moderno e prático, para o usuário encontrar com facilidade, tudo o que precisa no dia a dia.

As modificações no layout foram implantadas com o objetivo de melhorar a experiência de navegação. No lado esquerdo da tela, o usuário pode consultar o saldo do Bilhete Único, conferir os pontos de recarga do cartão e de compra do tíquete QR Code, além de acessar as informações para o cadastro escolar ou universitário e para o vale-transporte. Ainda é possível ver a lista de credenciados que fazem também o cadastro para o BU.

Na parte superior da tela, o internauta pode conhecer melhor a entidade, sua história e o programa social Escolas nas Garagens, realizado durante todo o ano pela Transurc. Neste trecho do site, o internauta vai encontrar informações detalhadas sobre todos os tipos de cartões.

A página ainda traz os links para os sites das concessionárias de ônibus associadas à Transurc, além da seção Fale Conosco, que tem o FAQ perguntas frequentes, onde os internautas podem consultar as dúvidas mais comuns sobre uso dos cartões, Vale-Transporte ou outros serviços.

Do lado direito da tela, o usuário também tem acesso às últimas notícias da entidade, para que ele fique sempre bem informado. E na parte em destaque, no meio da tela, o usuário verá com facilidade os números do Disque Transurc e horário de funcionamento, intercalados com o aviso de que é preciso ter o BU ou o tíquete QR Code para embarcar, com link para os locais de venda.

Tecnologia utilizada na Fórmula 1 e no Moto GP, agora nos ônibus da VB1 e VB3, tornará viagens mais confortáveis e seguras assim como reduzirá a emissão de poluentes em 7t/dia

As concessionárias de ônibus urbanos de Campinas VB1 e VB3 realizaram na última sexta-feira, o lançamento oficial do sistema de telemetria, uma moderna tecnologia embarcada similar à utilizada nos carros de Fórmula 1 e motocicletas do Moto GP. A telemetria já está instalada nos 580 ônibus e nas vans do Programa de Acessibilidade Inclusiva (PAI) dessas operadoras. E, a partir de amanhã, quando o sistema entrará em operação, a estimativa é de uma redução de até sete toneladas diárias na emissão de poluentes na atmosfera.

“A telemetria, além de contribuir para reduzir a poluição, trará diversos outros benefícios para a comunidade, usuários e motoristas. A tendência, a partir de agora, é que as viagens fiquem mais confortáveis e seguras para todos”, afirma Paulo Barddal, diretor de Comunicação da VB Transportes e Turismo. Essas concessionárias foram as primeiras a fazer a instalação dessa moderna tecnologia na Região Metropolitana de Campinas (RMC).

A partir de amanhã, quando os motoristas entrarem nos ônibus, não adiantará simplesmente girar a chave na ignição. Eles terão de utilizar as senhas pessoais que receberam na sexta passada, durante um evento realizado na garagem da VB3 (linhas verdes).

“Se não digitarem as senhas recebidas no teclado instalado nos painéis dos ônibus, simplesmente o motor não será ligado. E, a partir do instante em que os motores forem ligados, informações como rotação do motor, consumo, temperatura do óleo, velocidade, frenagem, graus das curvas e aceleração, entre diversos outros itens, serão comunicados aos Centros de Controle Operacional (CCO) instalados nas garagens. A comunicação é automática e em tempo real”, diz Barddal.

Os motoristas também terão acesso às informações pois existe um painel com luzes nas cores verde, amarelo, laranja e vermelho que apontará instantaneamente se a condução está sendo feita de forma segura ou não.

“Eles saberão se a aceleração e a frenagem estão sendo feitas dentro dos parâmetros corretos, assim como as curvas. E se, por exemplo, a velocidade está excessiva. Com isso, haverá economia de combustível, menor número de acidentes e, em síntese, uma viagem muito mais segura e confortável tanto para os usuários quanto para os operadores”, afirma.

A telemetria também conta com uma função denominada shutdown, ou seja, se o motorista deixar o veículo ligado por um período superior a três minutos, seja na garagem, dentro dos terminais ou ainda nos pontos iniciais ou finais, em marcha-lenta, o motor será desligado automaticamente. Durante os últimos quatro meses, o sistema de telemetria foi testado em diversos ônibus das empresas.

O projeto piloto apresentou números significativos, entre eles a redução em 50% no número de quebras nos ônibus, redução de 65% nas reclamações relacionadas à dirigibilidade e 60% a menos no número de acidentes. “É possível saber se há superaquecimento no motor. Agora, com a telemetria, se o CCO perceber qualquer anomalia, imediatamente é emitido um aviso de alerta para que o motorista pare o ônibus imediatamente, evitando quebras ou minimizando riscos de acidentes”, explica.

Outro detalhe importante é que o sistema permite a valorização dos melhores profissionais e alguns vícios, como acelerações e frenagens bruscas, ficarão mais perceptíveis para os próprios motoristas. “Espera-se, inclusive, que haja uma mudança na maneira de condução dos veículos. E todo mundo ganha com isso: a cidade, o usuário e os profissionais do setor”, afirma Barddal.

 O que é telemetria?

A telemetria permite controlar e medir qualquer coisa à distância. Com essa moderna tecnologia, é possível ter acesso às informações importantes relacionadas às máquinas em geral, automóveis, geradores, barcos, guindastes e ônibus, entre outros. O sistema permite que os motoristas, as empresas e gestores obtenham os dados de forma automática, parado ou em movimento. Independente da distância é possível coletar e acompanhar as informações em tempo real.

 

Os funcionários da concessionária do transporte urbano VB3, que opera nas linhas verdes em Campinas, realizaram nos meses de junho e julho, pelo terceiro ano consecutivo, a Campanha Ação Solidária VB3. A iniciativa beneficiará as famílias atendidas por quatro entidades assistenciais localizadas na área de atuação da empresa: a Casa da Criança Meimei, a Associação de Apoio Esperança e Vida, o Lar São Vicente de Paulo e a Legião da Boa Vontade de Campinas (LBV).

“O objetivo da campanha é, além de arrecadar alimentos, consolidar uma prática que já é constante entre os nossos funcionários, que é dividir o que temos com quem precisa”, afirma Audraliano Vasconcellos, gerente da unidade, localizada no bairro Bonfim.

A campanha começou em 2017, seguindo os passos de muitos funcionários da empresa que, isoladamente, já dividiam suas cestas básicas com pessoas que precisavam. Dessa forma, as ações individuais tornaram-se uma campanha que uniu todos na empresa. No primeiro ano, a arrecadação foi de mais de duas toneladas de alimentos.

Em 2018, segundo ano da campanha, foram mais de três toneladas. Funcionários da Lirabus e VB transportes metropolitanos já participam ativamente dessas campanhas e, neste ano, com a meta de bater um recorde de arrecadação e alimentar ainda mais famílias carentes, a campanha contou com o apoio de gerentes e funcionários de outras unidades do Grupo Belarmino, do qual a VB3 pertence, ultrapassando mais de quatro toneladas de alimentos para doação.

“Nosso objetivo com essa campanha é disseminar o sentimento de que cada um pode fazer a sua parte e, assim, ajudar centenas de famílias”, explica Vasconcellos.

A entrega das doações para as entidades escolhidas será feita por uma comissão de funcionários, na próxima semana.

Sobre as instituições

Lar São Vicente de Paulo: Instituição que acolhe 23 idosas carentes e funciona na Vila Industrial, em Campinas. Tem como missão a melhoria da qualidade de vida das atendidas, através do acolhimento afetivo integral, preservando e fortalecendo seu vínculo com a comunidade e família. A entidade proporciona assistência social, material, emocional, intelectual, espiritual, por meio de atividades que fortalecem o vínculo comunitário e familiar e promovem o aumento da autoestima, protagonismo e qualidade de vida.

Associação Esperança e Vida: Entidade que oferece atendimento a portadores de HIV/Aids e a dependentes químicos que vivem em situação de exclusão social. Tem como missão acolher, recuperar e proporcionar um estilo de vida saudável, por meio de atividades de recuperação e reinserção social. O atendimento é realizado no Jardim Campos Elíseos.

Casa da Criança Meimei: Localizada no Jardim Chapadão, a entidade oferece formação integral na educação infantil para 282 crianças, com idades até 5 anos e 11 meses. Atende famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social, tendo sido criada na década de 60, por um grupo que percebeu a necessidade de um local para acolher crianças durante o dia, para que os pais pudessem trabalhar com tranquilidade.

Legião da Boa Vontade (LBV): Instituição que presta serviços gratuitos e permanentes a crianças, jovens, adultos e a famílias de comunidades em situação de pobreza. É uma associação beneficente, reconhecida internacionalmente por seu trabalho nas áreas da educação e da assistência social.

 

Patrulheiros de Campinas receberam doações

Casa de Jesus também foi contemplada

A campanha do Agasalho “Aqueça uma Vida”, organizada pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc) e pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp), bateu um recorde histórico de doações este ano. No total, foram arrecadadas 32.820 peças de agasalhos, que foram doadas para 38 entidades assistenciais de Campinas. O recorde anterior era de 20.335 peças entregues para 24 instituições, em 2017.

As doações foram tantas, que, além de beneficiar as 38 instituições beneficentes de Campinas, a campanha deste ano também ajudou algumas entidades da cidade de Franca (SP), com a doação de 2.006 peças.

Os donativos arrecadados na campanha, como roupas, cobertores, calçados e roupas de cama, foram distribuídos para entidades indicadas pela Fundação Feac, parceira da campanha, que fariam a distribuição diretamente para famílias carentes ou venderiam alguns itens em bazares, que também beneficiam as instituições e seus atendidos.

Além da parceria da Feac, a campanha “Aqueça uma Vida” contou com o apoio das emissoras de rádio Cidade FM e Laser FM. As concessionárias do transporte urbano de Campinas VB1, VB3, Onicamp, Expresso Campibus, Pádova e Itajaí, assim como empresas do setor que atuam na RMC, como a Rápido Luxo Campinas e Monte Mor, VB Transportes e Turismo, Rápido Sumaré, West Side, Ouro Verde, Transportes Capellini, Lirabus, Viação Avante, Viação Itu e Viação Boa Vista, participaram da ação.

Empresas de Sousas, como a Padaria Ricco Pane, a Academia SCM – Saúde Corpo e Mente e o Posto de Combustíveis Mingatto, assim como o Condomínio Residencial Jaguari, engrossaram a campanha deste ano, ajudando a recolher doações.

Importantes escolas de Campinas também resolveram participar este ano. Os colégios Renovatus (Vila Industrial), Inovar (Parque Industrial), Básico de Campinas (Chapadão), Colégio Integral (4 unidades) e a Escola de Inglês Red Balloon (Taquaral) mobilizaram pais e alunos para doarem agasalhos e ajudar a aquecer o inverno de famílias carentes.

A campanha contou, principalmente, com a importante participação da população, que diariamente trouxe doações para o ônibus que esteve estacionado no Largo do Rosário para recolher os donativos, e também para as caixas instaladas nos terminais de ônibus e na sede da Transurc.

A Transurc agradece a solidariedade de todos, que fizeram o sucesso desta campanha!

Doações realizadas:

  1. Casa da Cidadania – 794 peças
  2. SOS Rua –779 peças
  3. Lar Alice – 757 peças
  4. Casa Betel – 732 peças
  5. Amic Campo Belo – 804 peças
  6. Crami – 808 peças
  7. Projeto Há Esperança – 884 peças
  8. Casa da Criança Vovô Nestor – 878 peças
  9. Misc – 896 peças
  10. Ser&Crer – 824 peças
  11. Cidade dos Meninos – 849 peças
  12. Uniasec – 875 peças
  13. Pestalozzi – 890 peças
  14. Centro Promocional Nossa Senhora da Visitação – 798 peças
  15. Cepromm – 819 peças
  16. Associação Assistencial Evangélica (AEA) – 819 peças
  17. Casa da Criança Maria Luisa Hartzer – 829 peças
  18. Casa Sant´Ana – 798 peças
  19. Cecompi – 829 peças
  20. Casa da Criança Meimei – 825 peças
  21. Lar dos Velhinhos de Campinas – 830 peças
  22. Lar da Criança Feliz – 803 peças
  23. Ceak – 810 peças
  24. ADRA – – 824 peças
  25. Vianney – 815 peças
  26. Romilia Maria – 808 peças
  27. Instituto Padre Haroldo – 830 peças
  28. Nuvohc – 818 peças
  29. Fundação Gerações – 821 peças
  30. Patrulheiros – 835 peças
  31. Lar São Vicente de Paulo – 828 peças
  32. Recanto Vovô Antonio – 804 peças
  33. Cáritas – Casa Antonio Fernando de Souza – 801 peças
  34. Paróquia São Jerônimo Emiliani – 824 peças
  35. Paróquia São Benedito – 620 peças
  36. Santuário Nossa Senhora Desatadora dos Nós – 808 peças
  37. Adacamp – 818 peças
  38. Casa de Jesus – 630 peças
  39. Entidades de Franca (SP): Berçário Dona Nina, I.A.N.S.A, Lar de Ofélia e Lar São Vicente de Paulo – 2.006 peças

Total – 32.820 peças

Os motoristas das concessionárias de Campinas foram homenageados no dia 25 de julho pelo Dia do Motorista. As empresas organizaram cafés da manhã especiais, sorteio de brindes e atividades variadas como reconhecimento pelo trabalho desses profissionais que transportam diariamente, com segurança, milhares de passageiros para suas atividades diárias, como ir ao trabalho, à escola ou às atividades de lazer.

Na Itajaí e na Onicamp os profissionais foram recepcionados logo cedo com um café da manhã especial. As equipes das duas empresas puderam se servir à vontade com deliciosos bolos de sabores variados, pão de queijo, salgados e bebidas quentes.

Na VB1 os motoristas também tiveram um café da manhã especial, além de corte de cabelo e barba oferecidos pelo Instituto Mix. Na garagem também foi montado o Espaço Lazer, com jogos, brincadeiras, sorteio de brindes, sessão de fotos e música ao vivo, com a participação especial de alguns talentos internos da empresa.

Quem quis cuidar da saúde também aproveitou o Espaço Saúde e Bem-Estar, onde foi possível receber dicas de saúde e alimentação com a auxiliar de enfermagem Natália Neiva Oliveira. Os motoristas participaram ainda do sorteio de brindes e orientações sobre cursos gratuitos com a equipe do Sest Senat.

Na VB1 e na VB3, os motoristas foram homenageados com decoração temática e banners com os dizeres: “Parabéns, motorista! Mais que um condutor de vidas, um condutor de sonhos! Parabéns, temos orgulho de tê-lo trabalhando em nosso grupo”.

Na VB3, os motoristas participaram de um café especial na véspera do Dia do Motorista, a partir das 21h, e na madrugada do dia 25, das 3h às 7h. Dentro das comemorações da data, o Sest Senat organizou um evento de saúde para os motoristas, com aferição de pressão arterial, medição de glicemia e de IMC, além de orientação de nutricionista e distribuição de brindes. A empresa também ofereceu corte de cabelos com os profissionais do Instituto Embelleze.

Na Expresso Campibus foi feito o sorteio de uma televisão e de outros brindes para os motoristas. O diretor Leandro Miola e o coordenador Alan Abreu, junto com o setor de Recursos Humanos, fizeram os sorteios, sendo que o sortudo ganhador da TV foi o colaborador Antonio Ediclei.