A Prefeitura Municipal de Campinas decretou a ampliação da integração do Bilhete Único para duas horas. O documento foi assinado pelo prefeito Jonas Donizette e pelo secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Sérgio Benassi, em 28 de fevereiro, no Terminal Central.
O benefício começou a valer a partir da zero hora do dia 1º de março, com a atualização do sistema de validação das catracas eletrônicas pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc) e a publicação no Diário Oficial do Município.
A mudança de uma hora e meia para duas horas na integração vale, automaticamente, para todos os cartões do Bilhete Único, ou seja, vale-transporte, escolar e comum. Dentro desse período, o passageiro pode utilizar até três ônibus. O novo tempo de integração é para todos os dias da semana, incluindo domingos e feriados.
O Bilhete Único é usado 620 mil vezes por dia no transporte público de Campinas e, com a ampliação, é esperado que os usuários prefiram cada vez mais o cartão, que é a forma mais segura, mais ágil e mais econômica de andar de ônibus. “Quero que o Bilhete Único seja usado de preferência por todas as pessoas, para não ter mais dinheiro dentro dos ônibus e, com isso, ter mais segurança para a população”, afirmou o prefeito em discurso.
A Transurc e as concessionárias de ônibus ainda não sabem qual o impacto que a ampliação no tempo da integração terá nos custos operacionais.