Para quem utiliza o transporte coletivo com frequência, a melhor opção para o pagamento da tarifa é o Bilhete Único, por conta das vantagens que ele oferece. Com o cartão comum, a passagem custa R$ 4,30, ao passo que, no pagamento pelo QR Code, o valor é de R$ 4,70. Além disso, o BU proporciona a integração, ou seja, o uso de um segundo ônibus por um período de duas horas, pagando uma tarifa. Apenas a partir da segunda integração nesse período (embarque no terceiro ônibus) é que será cobrado o valor de R$ 0,40, benefício válido para todos os dias da semana.

O Bilhete Único Comum é gratuito e pode ser feito por qualquer pessoa, mesmo não residente em Campinas, com a apresentação de CPF e RG. A emissão do cartão é feita na sede da Transurc (Rua 11 de Agosto, 757, com atendimento de segunda a sexta, das 7h30 às 18h), nos terminais e nos 20 credenciados que podem ser conferidos no site da Transurc.

O QR Code é um código de barras bidimensional, impresso em papel ou na tela do seu smartphone, que armazena dados e caracteres. Ele tem a codificação da tarifa e substitui o dinheiro no pagamento da passagem. É um sistema prático e seguro.

Em papel, o tíquete QR Code pode ser adquirido nos terminais de ônibus, Poupatempo Centro, Poupatempo Campinas Shopping, sede da Transurc e em cerca de 300 estabelecimentos credenciados, que podem ser consultados no site da Transurc.

Além disso, é possível adquirir o QR Code virtual pelo celular, pagando com cartão de crédito, com disponibilidade 24 horas por dia. Basta instalar o aplicativo Transurc Smart, disponível nos sistemas Android e iOS.

O QR Code tem custo de R$ 4,70 e não proporciona a integração, sendo indicado principalmente para quem utiliza ônibus eventualmente, já que o BU ainda é o sistema mais econômico por suas inúmeras vantagens (confira na página 5). A validade do QR Code é de 30 dias, contados a partir da data da emissão, sem a possibilidade de reembolso.

Para liberar a catraca com o QR Code, o usuário deve aproximar o tíquete de papel, ou o código gerado na tela do celular, da base do validador. Vale lembrar que o papel com o QR Code não pode estar danificado, pois não será lido pelo leitor do validador.

Para mais informações, a população conta com o canal de atendimento da Transurc, pelo telefone 0800 014 02 04,

Para quem utiliza o transporte coletivo com frequência, a melhor opção para o pagamento da tarifa é o Bilhete Único, por conta das vantagens que ele oferece. Com o cartão comum, a passagem custa R$ 4,30, ao passo que, no pagamento pelo QR Code, o valor é de R$ 4,70. Além disso, o BU proporciona a integração, ou seja, o uso de um segundo ônibus por um período de duas horas, pagando uma tarifa. Apenas a partir da segunda integração nesse período (embarque no terceiro ônibus) é que será cobrado o valor de R$ 0,40, benefício válido para todos os dias da semana.

O Bilhete Único Comum é gratuito e pode ser feito por qualquer pessoa, mesmo não residente em Campinas, com a apresentação de CPF e RG. A emissão do cartão é feita na sede da Transurc (Rua 11 de Agosto, 757, com atendimento de segunda a sexta, das 7h30 às 18h), nos terminais e nos 20 credenciados que podem ser conferidos no site da Transurc: www.transurc.com.br.

O QR Code é um código de barras bidimensional, impresso em papel ou na tela do seu smartphone, que armazena dados e caracteres. Ele tem a codificação da tarifa e substitui o dinheiro no pagamento da passagem. É um sistema prático e seguro.

Em papel, o tíquete QR Code pode ser adquirido nos terminais de ônibus, Poupatempo Centro, Poupatempo Campinas Shopping, sede da Transurc e em cerca de 300 estabelecimentos credenciados, que podem ser consultados no site da Transurc.

Além disso, é possível adquirir o QR Code virtual pelo celular, pagando com cartão de crédito, com disponibilidade 24 horas por dia. Basta instalar o aplicativo Transurc Smart, disponível nos sistemas Android e iOS.

O QR Code tem custo de R$ 4,70 e não proporciona a integração, sendo indicado principalmente para quem utiliza ônibus eventualmente, já que o BU ainda é o sistema mais econômico por suas inúmeras vantagens (confira na página 5). A validade do QR Code é de 30 dias, contados a partir da data da emissão, sem a possibilidade de reembolso.

Para liberar a catraca com o QR Code, o usuário deve aproximar o tíquete de papel, ou o código gerado na tela do celular, da base do validador. Vale lembrar que o papel com o QR Code não pode estar danificado, pois não será lido pelo leitor do validador.

Para mais informações, a população conta com o canal de atendimento da Transurc, pelo telefone 0800 014 02 04 (telefone fixo ou orelhão) ou o 4003-6578 (celular); e com o Fale Conosco Emdec 118.