A campanha do Agasalho 2019, que iniciou no dia 22 de abril e vai até 19 de julho, completou hoje a primeira fase de entregas, com a doação de 804 peças para a AMIC Campo belo.

Desde o dia 9 de maio, foram feitas as doações para as cinco primeiras entidades assistenciais de Campinas, indicadas pela Feac: Casa da Cidadania no dia 9, Cornélia (SOS Rua) e Lar Alice, no dia 16, Casa Maria de Nazaré (unidade II Casa Betel) no dia 22 e AMIC Campo Belo, hoje, dia 24. Foram entregues 3.866 peças, entre cobertores, roupas e sapatos.

A campanha “Aqueça uma vida” conta com o apoio da Fundação Feac e das emissoras de rádio Cidade FM e Laser FM. É organizada pela Transurc e pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp).

As concessionárias do transporte urbano de Campinas VB1, VB3, Onicamp, Expresso Campibus, Pádova e Itajaí, assim como empresas do setor que atuam na RMC, como a Rápido Luxo Campinas e Monte Mor, VB Transportes e Turismo, Rápido Sumaré, West Side, Ouro Verde, Transportes Capellini, Lirabus, Viação Avante, Viação Itu e Viação Boa Vista, participam da ação.

Empresas de Sousas, como a Padaria Ricco Pane, a Academia SCM – Saúde Corpo e Mente e o Posto de Combustíveis Mingatto, assim como o Condomínio Residencial Jaguari, além dos colégios Renovatus (Vila Industrial), Inovar (Parque Industrial), Básico de Campinas (Chapadão), Escola de Inglês Red Balloon (Taquaral), e o Colégio Integral (4 unidades), também entraram na campanha deste ano.

No ano passado, foram beneficiadas 21 instituições assistenciais de Campinas com quase 16 mil peças de roupas e cobertores doados.

Pontos de coleta

Os donativos podem ser entregues no ônibus com o adesivo da campanha, estacionado no Largo do Rosário, de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas, e aos sábados, das 8 às 13 horas.

Outros pontos de entrega são os terminais Central, Ouro Verde, Campo Grande, Mercado, Barão Geraldo, Metropolitano e sedes da Transurc e da Feac.

Entidades beneficiadas

A Casa da Cidadania, na Vila Industrial, atende a população migrante, itinerante e em situação de rua de Campinas. Os objetivos são fazer a reinserção social e familiar e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos atendidos. No local, as pessoas podem tomar banho, participar de atividades em grupo e de socialização, além de atendimento social.

A Associação Cornélia (SOS Rua) atende pessoas em situação de rua, maiores de 18 anos. Oferece encaminhamentos para os diversos serviços da rede de política pública do município. Tem capacidade mensal de atender 600 usuários por mês, sendo até 800 pessoas nos meses mais frios (de maio a setembro).

O Lar Alice, no bairro São Bernardo, é uma entidade de longa permanência para idosas. Oferece assistência integral à mulher na terceira idade por meio de atividades que melhoram a qualidade de vida física, mental, emocional e espiritual.  Atende 30 idosas em período integral.

A Casa Maria de Nazaré (unidade II Casa Betel) é um abrigo provisório que funciona 24 horas, no bairro Guanabara, onde acolhe crianças e adolescentes que encontram-se em situação de vulnerabilidade social, risco social e pessoal, violadas dos seus direitos, não infratores, não portadores de necessidades especiais física ou mental ou que necessitem de atendimento especializado e individualizado.

A AMIC Campo Belo desenvolve ações sociais junto à população em situação de risco social, na sua maioria localizada abaixo da linha da pobreza. A entidade localizada no Jardim Campo Belo acolhe, ampara e orienta os atendidos, capacitando-os para o desenvolvimento integral, dessa forma, contribuir para prevenir a marginalidade.