A Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), organização que faz a gestão do sistema de bilhetagem eletrônica em Campinas, ampliou a rede de recarga do Bilhete Único e venda do tíquete de QR Code. Agora, Campinas dispõe de 20 pontos que, além de recarga de créditos para o Bilhete Único e venda de QR Code, também faz o cadastro do Bilhete Único Comum.

A Transurc fechou parceria com a concessionária Lirabus, que mantém ponto de venda de passagens na área de desembarque do Aeroporto Internacional de Viracopos, para poder fazer a recarga de créditos para os cartões do transporte coletivo e venda de QR Code. “O atendimento está sendo realizado dentro do guichê da Lirabus e, agora, os usuários que desembarcam no local já terão mais essa facilidade”, diz Paulo Barddal, diretor de Comunicação e Marketing da associação.

Os novos pontos de emissão de Bilhete Único Comum em Campinas são a Temtem Farma, na rua Marechal Deodoro, 6, no Centro, que atende de segunda a sábado, das 6h às 20h; e a Drogaria Avenida, localizada na avenida Dois, 527, no Residencial Parque São Bento, que atende de segunda a sábado, das 8h às 22h e aos domingos, das 8h às 13h. A lista completa dos pontos que emitem e recarregam o Bilhete Único Comum pode ser consultada no site da Transurc, no link: https://www.transurc.com.br/index.php/a-transurc/localizacao/.

Desde o dia 19 de janeiro só é possível utilizar o transporte coletivo com o uso do QR Code ou algum dos cartões da família Bilhete Único – Vale-Transporte, Comum, Escolar, Universitário, Idoso, Gratuito ou Especial.

O uso de cartões e do QR Code no pagamento das passagens torna mais ágil o embarque de passageiros, além de reduzir muito a ocorrência dos assaltos em ônibus.

BU é a melhor opção

Para quem utiliza o transporte coletivo com frequência, a melhor opção é o Bilhete Único por conta das vantagens que ele oferece. Com o cartão comum, a passagem custa R$ 4,30, ao passo que, no pagamento pelo QR Code, o valor é de R$ 4,70. Além disso, o BU proporciona a integração, ou seja, o uso de um segundo ônibus por um período de duas horas, pagando uma tarifa. Apenas a partir da segunda integração nesse período (embarque no terceiro ônibus) é que será cobrado o valor de R$ 0,40, benefício válido para todos os dias da semana.

O Bilhete Único Comum é gratuito e pode ser feito por qualquer pessoa, mesmo não residente em Campinas, com a apresentação de CPF e RG. A emissão do cartão é feita na sede da Transurc (Rua Onze de Agosto, 757, com atendimento de segunda a sexta, das 7h30 às 18h), nos terminais e nos 20 credenciados disponíveis no site.

QR Code em toda a rede

Para facilitar o atendimento aos usuários que precisam comprar o QR Code, em geral pessoas de fora da cidade, ele é vendido em toda a Rede Credenciada Transurc. Além disso, há a opção de utilizar o aplicativo Transurc Smart, com o qual é possível adquirir o tíquete pelo celular. Um sistema prático e eficiente, que qualquer pessoa pode utilizar. Basta ter um smartphone.