A campanha “Segunda via gratuita do Bilhete Único” terminou no final de novembro com 13.939 cartões reemitidos. A ação foi promovida pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc), organização mantida pela iniciativa privada e responsável pela venda de créditos, com o objetivo de tornar ainda mais acessível o cartão que permite utilizar até três ônibus durante duas horas com o pagamento de uma tarifa, que teve esse objetivo atingido.

Realizada de outubro ao final de novembro, a campanha “Segunda via gratuita do Bilhete Único” teve como público-alvo as 18.149 pessoas que perderam o cartão Bilhete Único Comum e deixaram de aproveitar os benefícios que a integração permite. “Agora, os usuários poderão aproveitar o transporte com maior economia. Sabemos que iniciativas como essa contribuem para aumentar a segurança dentro dos coletivos porque, com menos dinheiro nos ônibus, estamos conseguindo reduzir a quantidade de assaltos”, argumenta Paulo Barddal, diretor de Comunicação e Marketing da Transurc.

Nos dez primeiros meses do ano passado, foram registrados 351 roubos dentro dos ônibus. De janeiro a outubro deste ano, o número foi reduzido para 287 assaltos, ou seja, uma queda de 18%. “Antes da implantação do atual sistema de bilhetagem eletrônica, o número de roubos a ônibus chegou a 1.206 por ano (dados de 2003)”, diz Barddal. Hoje, a família de cartões Bilhete Único tem mais de 850 mil cadastrados, entre funcionários de empresas, estudantes, pessoas portadoras de necessidades especiais, idosos e usuários comuns. O cartão BU pode ser recarregado em um dos pontos de venda da Transurc localizados nos terminais de ônibus Central, Mercado, Barão Geraldo, Ouro Verde, Campo Grande e no Poupatempo Centro, ou ainda em um dos 300 estabelecimentos que fazem parte da Rede de Representantes Credenciados. A localização dos estabelecimentos comerciais dessa rede pode ser obtida no site da Transurc (www.transurc.com.br) ou nos guias de bolso que são distribuídos nos pontos de venda da associação.