Ao contrário dos anos anteriores à pandemia, busca pelo benefício aumentou no segundo semestre; decreto municipal definiu retorno obrigatório às aulas presenciais, no início deste mês

A procura pelo cadastramento do Passe Escolar e Universitário, neste segundo ano de pandemia da Covid-19, foi bastante atípica por conta das incertezas com o retorno às aulas presenciais. Enquanto a expectativa era de que 25 mil estudantes utilizassem o passe escolar durante o ano, apenas pouco mais de 12,8 mil estão aptos para usar o benefício até o final deste ano. Já para o passe universitário, dos 11 mil esperados, apenas 2,9 mil estão aptos.

No dia 3 de novembro, o decreto municipal nº 21.749 definiu o retorno obrigatório às aulas presenciais nas escolas de Campinas, fato que levou muitos estudantes a buscarem o benefício nestas últimas semanas, para poderem voltar às aulas.

As indefinições ocorridas por conta da pandemia tornaram a procura pelo passe escolar e universitário, bastante atípica em relação aos anos anteriores. Os meses com maior movimentação para o passe escolar foram fevereiro, com 2.889 cadastros aprovados; agosto, com 2.149; setembro, com 1.391; outubro, com 1.399; e novembro, com 797 cadastros aprovados na primeira quinzena.

Já para o passe universitário, a maior procura ainda foi no início do ano, em janeiro, com 479 cadastros aprovados; fevereiro, com 733; e março, com 359, período em que havia grande expectativa da retomada das aulas nas universidades. Depois, houve um ligeiro aumento no mês de agosto e setembro, com 318 e 270 novos cadastros aprovados, respectivamente. No entanto, a maior parte das universidades optou em continuar com as aulas à distância, com previsão de retorno presencial apenas em 2022.

A expectativa da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc) é que a situação esteja normalizada no início do próximo ano, quando ocorre a retomada do cadastramento para o uso do benefício durante o próximo ano letivo, tanto para o passe escolar, como para o passe universitário.

Quem tem direito                                                                                 

O Bilhete Único Escolar (cartão azul) pode ser utilizado pelos estudantes dos ensinos Fundamental, Médio e cursos técnicos da rede oficial e particular, e propicia um desconto de 60% na tarifa de ônibus. É oferecido para os alunos que residem na cidade, a mais de 1.000 metros do estabelecimento de ensino.

Os estudantes universitários que frequentam aulas em regime presencial integral também precisam se cadastrar pelo site para ter direito ao Bilhete Único Universitário (cartão cinza), que concede um desconto de 50% na tarifa. O interessado deve morar em Campinas, estar regularmente matriculado em instituição de Ensino Superior do município e residir a mais de 1 quilômetro da universidade. Mesmo os estudantes que usufruíram o benefício em 2021 devem se recadastrar pelo site, no início do ano.